domingo, 22 de junho de 2008

TAMBÉM TU!


sei que é assim!

também tu o sabes, mas não demontras...

não te dás ao trabalho de o demonstrar...

mas no entanto, não sabes deixar de amar!

dizes que não, mas o não é falso...

pensas que não, mas estás-te a enganar...

e, por muito que tentes, não páras de sonhar...

mas não consegues, deixar de amar!

até que um dia, um dia qualquer...

hás-de cair na razão, ouvirás o coração...

e então?

caírá por terra a desilusão!

e sem perceber...

amarás até morrer...

1 comentário:

Jorge Cardoso disse...

às vezes esconde-se os sentimentos com medo de sofrer.
é um escudo assumido como estanque da não dor!
só o carinho consegue ser a chave da abertura ao dialogo ao amor!!!

Abraço mano...